nivo slider image

Farmacogenética

vc_pgm75

O “Viver Ciência” desta quarta-feira, 22 de julho, fala sobre farmacogenética, ciência que estuda a variabilidade genética dos indivíduos relacionada a drogas específicas. No estúdio, com a participação dos pesquisadores Elisângela Lacerda (departamento de genética da UFG, presidente da Sociedade Brasileira de Genética – Região Centro-Oeste, doutora em genética e bioquímica) e Lucas Pereira (mestre em Ciências Farmacêuticas e pesquisador), vamos explicar como é feito o estudo genético do paciente para determinar o medicamento mais adequado no tratamento de determinada doença e abordar os estudos desenvolvidos na UFG sobre a farmacogenética aplicada ao câncer no SUS.

 

O programa também traz reportagens sobre os efeitos colaterais ou prejuízos ao tratamento provocados por medicamentos inadequados (Dr. Paulo Cesar Ghedini – coordenador do Laboratório de Farmacologia e Bioquímica Molecular do ICB/UFG) e sobre o uso da farmacogenética no tratamento da leucemia (Ma. Danielle Leão – hematologista). No quadro “Mais Ciência”,  Dra. Rosângela Hatori Rocha apresenta o Laboratório de Genética Molecular e Citogenética da UFG (LGMC – UFG). Rosângela é coordenadora do laboratório, onde são desenvolvidas pesquisas sobre doenças de ordem genética, como infertilidade masculina e aborto de repetição.

 

Nesta quarta-feira, 22 de julho, às 18h30.
Reapresentações: Quinta (8h15) / Sexta (12h30) / Sábado (8h e 17h30) / Domingo (17h30) / Segunda (20h)

Design e Mídias interativas

vc_pgm74

As telas são dispositivos indispensáveis para o homem moderno. Smartphones, tablets e computadores auxiliam as pessoas na comunicação e na realização de diversas atividades do dia-a-dia. Estes artefatos digitais são projetados a partir da análise das tarefas cotidianas por uma ciência pouco conhecida pelo grande público: Design e Mídias Interativas é o tema do “Viver Ciência” desta quarta-feira, 15 de julho. O programa conta com a participação de Cleomar Rocha (doutor em Comunicação e Cultura Contemporânea e prof. UFG) e Wagner Bandeira (mestre em Design e prof. UFG). O “Viver Ciência” também conta com reportagens sobre Conceito de design e campo de atuação do designer (Dr. Márcio Rocha – coord. Design Gráfico UFG), sobre o desenvolvimento de softwares de mídia interativa (Hugo Nascimento – INF/UFG) e sobre o MediaLab.

 

Nesta quarta-feira, 15 de julho, às 18h30.
Reapresentações: Quinta (8h15) / Sexta (12h30) / Sábado (8h e 17h30) / Domingo (17h30) / Segunda (20h)

Concreto e materiais de construção civil

vc_pgm73

 

A construção civil dispõe de diversos materiais, o mais utilizado é o concreto, uma mistura de cimento, areia, terra e água. O consumo anual de concreto é da ordem de uma tonelada por habitante, por isso a importância de estudos para a obtenção de um material mais barato, durável e que gere menos impactos ambientais. Concreto e materiais de construção civil é o tema do “Viver Ciência” desta quarta-feira, 8 de julho, com a participação de Oswaldo Cascudo (pesquisador UFG) e Helena Carasek (pesquisadora UFG).

 

Nesta quarta-feira, 8 de julho, às 18h30.
Reapresentações: Quinta (8h15) / Sexta (12h30) / Sábado (8h e 17h30) / Domingo (17h30) / Segunda (20h)

Novos horários a partir de 6 de julho!

Reapresentacoes_fds_2015

Controle de Pragas

min_vc_72

 

O avanço das pragas agrícolas no Brasil preocupa e para proteger as lavouras, os produtores utilizam cada vez mais agroquímicos, fator que encarece a produção e potencializa os danos ao meio ambiente e à saúde humana. Diante dos múltiplos prejuízos e da ineficácia dos defensivos disponíveis é urgente o desenvolvimento de novas alternativas para blindar as plantações. O “Viver Ciência” desta quarta-feira, 1º de julho, conversa com as pesquisadoras Dra. Cecília Czepak (pesquisadora da UFG) e Rossana Serrato (assessora Agrodefesa) sobre o controle de pragas.

 

Nesta quarta-feira, 1º de julho às 18h15
Reapresentações: sábado, às 16h / domingo, às 15h30

Tuberculose

vc_71

Na última década, o Brasil reduziu em 22% a incidência de casos novos de tuberculose e em 20% a taxa de mortalidade da doença. Apesar dos números favoráveis, quase 5 mil brasileiros morrem todos os anos vítimas da infecção, o que sinaliza a necessidade de se alcançar métodos mais efetivos para prevenir, diagnosticar e tratar a doença. A tuberculose é tema do “Viver Ciência” desta quarta-feira, 24 de junho, com a participação em estúdio dos pesquisadores Dra. Ana Paula Junqueira Kipnis (pesquisadora da UFG) e Dr. André Kipnis (pesquisador da UFG).

 

Nesta quarta-feira, 24 de junho, às 18h15.
Reapresentações: sábado, às 16h / domingo, às 15h30

Ditadura Militar no Brasil

 

pgm70

 

 

 

Nesta semana, o “Viver Ciência” aborda o Regime Militar no Brasil com a presença em estúdio dos pesquisadores Noé Freire Sandes, doutor em História Social e professor da UFG, e Mayara Paiva de Souza, doutoranda em História. O “Viver Ciência” fala também sobre como a UFG foi impactada com o Golpe de 64 e sobre o Laboratório de Pesquisa em História da UFG, local reúne documentos produzidos em Goiás no período da Ditadura.

 

Nesta quarta-feira, 17 de junho, às 18h15.
Reapresentações: sábado, às 16h / domingo, às 15h30

Internacionalização de empresas goianas

vc_pgm69

O Estado de Goiás se destaca em diversos segmentos produtivos e os números da balança comercial apontam que os produtos goianos ampliam gradualmente sua participação no mercado internacional. Apesar disso, nos últimos anos poucas empresas iniciaram produção fora do Brasil o que demonstra a necessidade de novas políticas públicas para estimular esse processo. Nesta quarta-feira, 10 de junho, o “Viver Ciência” aborda a internacionalização de empresas goianas e conta com a participação da pesquisadora Andrea Freire Lucena (coord. Ciências Econômicas/UFG).

 

Nesta quarta-feira, 10 de junho, às 18h15.
Reapresentações: sábado, às 16h / domingo, às 15h30

Testes rápidos para diagnósticos clínicos

vc_68

 

Apesar de ocupar a 6ª posição no mercado global de medicamentos, o Brasil ainda tem uma participação pouco expressiva na área de testes clínicos. De maneira geral, os exames realizados por aqui são considerados caros e demorados, mas existem iniciativas para mudar essa realidade. O “Viver Ciência” desta quarta-feira, 3 de junho, fala sobre testes rápidos para diagnósticos clínicos, com a participação de Dr. Wendell Coltro (prof. UFG e coord. GME/UFG) e de Karoliny Almeida (pesquisadora GME/UFG).

 

Nesta quarta-feira, 3 de junho, às 18h15.
Reapresentações: sábado, às 16h / domingo, às 15h30

Fragmentação de habitats do Cerrado

viverciencia02

 

As atividades agropecuárias representam uma ameaça constante para o Cerrado e há um consenso entre os cientistas de que vivemos atualmente uma crise de biodiversidade provocada pela expansão da intervenção humana na Terra. Nesta quarta-feira, 27 de maio, o “Viver Ciência” aborda a Fragmentação de habitats e ocupação do Cerrado, com a participação dos pesquisadores Prof. Dr. Paulo de Marco Júnior (UFG) e Prof. Dr. Daniel de Brito (UFG).

 

 

Nesta quarta-feira, 27 de maio, às 18h15.
Reapresentações: sábado, às 16h / domingo, às 15h30

Página 1 de 812345...Última »